WORLD FLAGS AND THEIR MEANINGS - EUROPE

Significado das cores e formas das bandeiras dos países


Albânia A águia de duas cabeças é o símbolo do herói nacional Georg Kastriota Skanderberg, que lutou contra os turcos no século XV. Kastrioti foi tomado refém pelos turcos e foi convertido ao islão, renomeado Iskander. Em 1444, depois de abraçar novamente a religião cristã, Kastrioti organizou uma resistência albanesa contra os turcos.
Alemanha As cores da bandeira adotada no século XIX, têm a sua origem nos uniformes usados pelos soldados do exército livre de Lutzen no século XVII.
Andorra Acredita-se que a bandeira tenha sido instaurada por Napoleão III no século XIX. O escudo reproduz os símbolos do bispo de Urgell e do conde de Foix.

Áustria O vermelho e o branco já apareciam no escudo do século XIII. As listras começaram a ser utilizadas em 1786, como bandeira imperial de combate.



Bélgica
 O preto, o amarelo e o vermelho foram inspirados nas cores das armas de Brabante. A bandeira foi içada pela primeira vez em 1830.




Bielo-Rússia
 O vermelho simboliza o passado glorioso do país; o verde, o futuro e a esperança. O desenho lateral representa a sua rica herança cultural.

Bósnia-Herzegovina O azul e as estrelas simbolizam a Europa; O amarelo é a esperança. O triângulo engloba os três grupos étnicos: bósnios, sérvios e croatas.

Bulgária
 A cor branca da bandeira búlgara representa a paz, o verde simboliza o amor e a cor vermelha é uma referência à liberdade do país.

Croácia
 A actual bandeira, adoptada em 1991, inclui o escudo xadrez, que simboliza a união da Croácia Branca ( Oriental ) e da Croácia Vermelha (Dalmácia).
Dinamarca A lenda diz que a bandeira dinamarquesa caiu do céu em 1219, durante a batalha do rei Valdemar II contra os pagãos estónios, a quem derrotou.


Eslováquia As cores da bandeira foram usadas em 1848 pelos revolucionários eslovacos que lutavam contra a opressão do Império Austro-Húngaro.

Eslovénia
 Para diferenciar a bandeira eslovena da russa em encontros internacionais acrescentava-se-lhe o escudo que representa o Monte Triglav.



Espanha As cores vermelha e amarela da bandeira espanhola eras as que prevaleciam nas insígnias das coroas de Aragão, Castela e Navarra.
Estónia O azul simboliza esperança, lealdade e devoção; o preto relembra a história do país; e o branco representa a virtude e a razão.
Finlândia A cruz da bandeira é similar à da Suécia, país do qual fez parte. Segundo um poeta filandês, o branco é a neve dos longos Invernos.
França A bandeira tricolor representa os princípios da Revolução Francesa de 1789: liberdade ( azul ), igualdade ( branco ) e fraternidade ( vermelho ).
Geórgia A bandeira vermelha com duas listas horizontais – branca e preta – tornou-se oficial em 1991, quando a Geórgia proclamou a sua independência.

Grécia
 As nove faixas em azul e branco representam as nove sílabas do lema nacional “ Liberdade ou morte “. A cruz simboliza o triunfo do cristianismo.
Holanda A Prinsenvlag (bandeira do príncipe), em homenagem a Guilherme de Orange, surgiu no século XVI. Depois, o vermelho substituiu o laranja.
Hungria De acordo com a tradição, a bandeira actual foi adoptada durante a revolução de 1948. O vermelho simboliza força, o branco, fidelidade e o verde, esperança.
Irlanda O verde simboliza os católicos; o laranja representa os protestantes do Norte; o branco faz referência à esperança de paz entre ambos. Estas cores foram pela primeira vez usadas pelo Movimento da Juventude Irlandesa, Young Ireland movement em 1848.  Veio a ser usada novamente em 1916 durante a “Easter Rising”. O verde simboliza a história Gaélica e a secção Anglo-normanda (católicos romanos) do país. O laranja relembra a secção protestante e apoiantes de William of Orange. O branco, simboliza e evoca a paz entre os dois: protestantes e católicos.

Islândia O branco e o azul são as cores tradicionais da Islândia. A cruz refere-se aos vínculos históricos com as nações escandinavas.



Itália A bandeira tricolor é inspirada na insígnia revolucionária francesa. A mudança do azul para o verde teria sido sugestão de Napoleão Bonaparte.
Bandeira do KosovoKosovo A bandeira do Kosovo representa o carácter multi-étnico do país. 6 estrelas brancas; a silhueta do país sobre o fundo azul.

Letónia
 A bandeira da Letónia teve origem na Idade Média, embora as suas cores e proporções actuais tenham sido adoptadas em 1928.
Liechtenstein O azul representa o céu e o vermelho evoca o brilho das fogueiras ao anoitecer. A coroa simboliza a unidade entre o povo e a Casa dos Príncipes.

Luxemburgo
 As cores têm origem no escudo do país: um leão vermelho sobre um campo, com faixas nas cores branco e azul.



Lituânia A bandeira foi adoptada em 1989. O amarelo identifica-se com a agricultura; o verde, com os bosques; e o vermelho, com a luta pela liberdade.



Macedónia A Macedónia não pôde incluir na bandeira a Estrela de Vergina, símbolo do império de Alexandre, o Grande, pois a Grécia nã permitiu sua utilização.
Malta A bandeira bicolor é de 1090, quando o conde Roger, da Sicília, tomou a ilha aos muçulmanos. A cruz do rei George foi incorporada depois da II Guerra Mundial.


Moldávia A bandeira foi adoptada em 1990, embora as suas cores, idênticas às da bandeira romena – já tivessem sido utilizadas durante as revoltas de 1848.
Montenegro Uma nova bandeira oficial do Montenegro foi adoptada a 13 de Julho de 2004. A nova bandeira é baseada no símbolo real do rei Nikola I do Montenegro. Esta bandeira seria toda vermelha com uma borda dourada, com um brasão dourado, e com as iniciais HI em letras cirílicas que corresponde a NI em letras latinas, iniciais do rei Nikola I. As iniciais foram retiradas da bandeira moderna e substituídas por um leão dourado.

Noruega
 A clássica cruz escandinava em azul, branco e vermelho teve inspiração no século XIX, na bandeira francesa e simboliza a liberdade.



Polónia O vermelho e o branco identificam-se com a Polónia desde a Idade Média, mas foi no século XIX que a bandeira ganhou a actual configuração.

Portugal Na bandeira adoptada pela República, em 1910, predomina o vermelho, que “lembra o sangue e incita à vitória”. Quanto ao verde, acredita-se que é um símbolo de esperança.

Reino Unido
 Os emblemas da Union Flag ( Bandeira da União ) são as cruzes dos patronos da Inglaterra ( São Jorge ), da Escócia ( São André ) e da Irlanda ( São Patrício ).
República Checa Azul, vermelho e branco eram, no século XIX, as cores dos países eslavos. Foram adoptadas pela maioria dos movimentos pan-eslavistas.

Roménia
 O azul, o amarelo e o vermelho são cores de antigos brasões que remontam aos estandartes da Moldávia, Valáquia e Transilvânia.

Rússia
 Conhecida como bandeira imperial, foi criada em 1705 pelo czar Pedro, o Grande. Em 1991, voltou a ser oficial, após a desintegração da URSS.


São Marino
 O branco simboliza a neve no Monte Titano. O azul representa o céu. No centro está o brasão de armas, com a palavra “ Libertas “.

Sérvia
 Vermelho, branco e azul são as cores dos partidários da união dos povos eslavos. Em 1848 foram adoptadas como símbolo do pan-eslavismo.

Suécia A sua origem remonta a um escudo do século XV – uma cruz de ouro sobre um campo azul. Em 1569, João III ordenou o uso da cruz em todas as bandeiras.

Suiça
 A cruz branca sobre o fundo vermelho já era utilizada na época do Sacro Império Romano-Germânico e representa a liberdade e honra.
Ucrânia O azul e o amarelo da bandeira adoptada em 1992 evocam o céu, os rios, as montanhas e os campos dourados da Ucrânia.

Vaticano
 As chaves e a mitra são símbolos papais desde o século XIII. O amarelo foi introduzido pelo papa Pio VII durante a invasão napoleónica no século XIX.


Fontes: Todo o conteúdo aqui apresentado foi reproduzido pelo site João Leitão e confirmado lendo outras fontes, inclusive a citada abaixo (Páginas.fe).

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário