O PORTUGUÊS E SUAS INFLUÊNCIAS

Quão complexo é tudo que se diz a raiz idiomática


A complexidade do português e suas diferenças é a mais impactante entre qualquer idioma latino, é possível encontrar facilmente falantes de português que não se entendem e ainda pior, é possível encontrar falantes de português, que ao ouvir outro falante pense que está falando outra língua. No Brasil a língua portuguesa é recheada de contrastes, marcada pela insistente influência de culturas indígenas, europeias, asiáticas e africanas. As origens dos sotaques brasileiros estão na colonização do país feita por vários povos em diferentes momentos históricos. O português, como se sabe, imperou sobre os outros idiomas que chegaram por aqui, mas foi impactada pelo holandês, espanhol, alemão, italiano, entre outros.

Segundo Ataliba Teixeira de Castilho, linguista e filólogo, consultor do Museu da Língua Portuguesa e professor da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), havia diferença no idioma português falado entre os colonizadores que chegavam aqui, vindos de várias regiões de Portugal e em distintas décadas. "Os portugueses vinham em ondas, em diferentes épocas. Por isso, o idioma trazido nunca foi uniforme".

Os primeiros contatos linguísticos do português no Brasil foram com as línguas indígenas e africanas. "A partir do século XIX, os imigrantes europeus e asiáticos temperaram essa base portuguesa, surgindo o atual conjunto de sotaques", diz o professor Ataliba.

É só reparar o sotaque e a região para lembrar os vários imigrantes que contribuíram para a história do país. No Sul, os alemães, italianos e outros povos vindos do leste europeu. No Rio Grande do Sul, acrescenta-se a estes a influência dos países de fronteira, de língua espanhola. São Paulo e sua grande comunidade italiana, misturada a pessoas vindas de várias partes do Brasil e do mundo. Pernambuco e os holandeses dos tempos de Mauricio de Nassau. Os exemplos são muitos e provam que os sotaques são parte da história da formação do país.

Por isso mesmo, não se pode dizer que haja um sotaque mais "correto" que outro. "Quem acha que fala um português sem sotaque, em geral não se dá conta de que também tem o seu próprio, já que ele caracteriza a variação linguística regional, comum a qualquer língua", afirma o professor.



Veja a reportagem a seguir:





Esse fator não é 
 exclusividade somente brasileira. Dentro do mesmo contexto, Portugal, que é menor que praticamente todos os estados do Brasil, tem praticamente 9 sotaques distintos. E todos eles são bem diferentes entre si, e são capazes de ao mesmo tempo explicar as diferenças de sotaque no Brasil, por conta da região que os colonizadores portugueses vieram.



Abaixo ouça as diferenças dos principais jornais dos países lusófonos:
Angola

Brasil

Cabo Verde

Galiza

Moçambique

Macau

Macau: 

Abaixo é possível acompanhar uma montagem mostrando todos os sotaques (informais) dos países falantes do português.



No vídeo abaixo a primeira frase é a mais digna desse idioma e de sua vastidão. 

"Não há uma língua portuguesa, há línguas em português".







Fontes:

http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/fundamentos/como-surgiram-diferentes-sotaques-brasil-492066.shtml
Youtube.com
http://pt.wikipedia.org/



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário